Governo de Rondônia cria Política Pública de Educação Antidrogas nas escolas

172

Para fortalecer a conscientização sobre os malefícios do uso de drogas entre os estudantes, o Governo de Rondônia sancionou na quinta-feira (26), a Lei n° 5.632, que cria Política Pública de Educação Antidrogas nas escolas públicas do Estado. A iniciava reúne um conjunto de ações estratégias, que engloba a realização de seminários, palestras, dinâmicas de grupos, simpósios e outras abordagens de divulgação de assuntos relacionados à educação e prevenção, quanto ao uso de drogas e substâncias entorpecentes.

Para o governador Marcos Rocha, intensificar dentro das escolas as ações antidrogas é  importante para zelar pela qualidade de vida dos estudantes, e proteger o Estado das consequências sociais causadas pelo consumo de drogas.

AÇÕES

A Política Pública será desenvolvida, por meio de esforços conjuntos dos órgãos estaduais, entidades não governamentais e a sociedade civil. E ela tem princípios como o respeito aos direitos humanos, a transmissão de valores éticos; e o zelo pela saúde física, mental e emocional dos alunos. Além do repúdio às drogas e o reconhecimento do engajamento da família no processo de blindagem de crianças e jovens contra o uso de drogas ou outros tipos de substâncias entorpecentes; e a compreensão das crianças e jovens como agentes de transformação social.

Atuar na educação para prevenção do uso de drogas sinaliza o empenho do Governo de Rondônia, para enfrentar um problema global de aumento do consumo de drogas. O Relatório Mundial sobre Drogas de 2021 revela um aumento de 22% no número de usuários de drogas, no período de 2010 a 2019. Intensificar dentro das escolas as ações antidrogas é  importante para zelar pela qualidade de vida dos estudantes, e proteger o Estado das consequências sociais causadas pelo consumo de drogas.