Pix terá função de cartão de crédito e interação com Drex

Presidente do BC diz que o Pix terá recursos disponíveis em cartões de crédito e interação com a moeda digital

199

O Pix continua inovando e pode tomar funções do cartão de crédito no futuro. Pelo menos é o que sugeriu nesta quarta-feira (18) o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto.

“Olhamos para uma parte internacional, para a parte dos pagamentos programáveis. Ele (o Pix) vai tomando uma função que, hoje, é do cartão de crédito”, disse o chefe do BC em evento de premiação.

Novos recursos do Pix

  • Vale destacar que o sistema de pagamentos já conta com novidades como o agendamento de pagamento. Porém, só é possível escolher o dia e não o horário da transação.
  • Em 2024, o serviço deve receber também o recurso de débito automático (mesmo formato adotado pelos bancos para pagamento de contas).
  • O Drex, a moeda digital do Banco Central, também vai “vai interagir com o Pix em algum momento”, disse o presidente do BC. (Via: Folha).

Pix

Lançado em novembro de 2020, o Pix se tornou a principal forma de pagamentos e transferências entre os brasileiros por ser uma forma simplificada de movimentar dinheiro. A popularidade do recurso ficou tão grande que até o Tesouro Nacional passou a pagar servidores nacionais via Pix no ano passado.

  • Só em dezembro de 2022 foram transacionados R$ 1,2 trilhão através do serviço, em um total de 2,9 bilhões de transações.
  • Mais de 133 milhões de pessoas e 11,9 milhões de empresas utilizam a ferramenta diariamente.
  • Com quase três anos em atividade, o pico de transações diárias foi de 170 milhões de operações.
  • O serviço também impulsionou a bancarização no Brasil, contribuindo para a abertura de pelo menos 6 milhões de contas até aqui, segundo os dados do BC.