Atletas rondonienses conquistam 14 medalhas no Brasileiro de Kung Fu

0
142

O Estado de Rondônia foi representado no 33° Campeonato Brasileiro de Kungfu Wushu, realizado no período de 6 a 10 de setembro, pela CBKW (Confederação Brasileira de Kungfu Wushu), com o apoio de empresários locais e da Prefeitura de Bombinhas (SC). O evento contou com a participação de mais de 700 atletas, de alto nível competitivo, ranqueados no Brasil e em outros países. O deputado Cirone Deiró (União Brasil) foi um dos patrocinadores dos atletas rondonienses.

Rondônia participou com uma delegação composta por sete atletas da ABEM/Cacoal e do Instituto Zanolli/Pimenta Bueno. Os rondonienses voltaram para casa com 14 medalhas. A delegação foi comandada pelo professor Davi Carlos Brandão, do Instituto Zanolli/Programa GARRA/Semast, praticante de artes marciais desde 1982 e diretor técnico geral da FRKW.

Segundo Davi Brandão, o apoio dos patrocinadores foi de suma importância para que os atletas rondonienses conseguissem participar do evento.  Ele destacou a importância da união de forças entre os deputados  Cirone Deiró e Laerte Gomes, em prol do Kung Fu rondoniense, que estaria desassistido desde a pandemia, sem poder representar o Estado com uma delegação completa. Davi Brandão disse também, que em reunião com os deputados, ficou acertado apoio para demandas de 2024, o que ajudará a federação a cumprir sua agenda.

Davi Brandão afirmou ainda, que Cirone é um deputado preocupado com o segmento esportivo, reconhecendo a importância e o impacto das artes marciais na vida dos indivíduos envolvidos, sendo também testemunha do bom trabalho desenvolvido pela Federação de Kung Fu no interior de Rondônia, “trabalho este que é acompanhado de perto por seu assessor Weliton Nunes, de Cacoal e pela vereadora Simoni Batista, de Pimenta Bueno”.

Medalhas conquistadas

Abem:
– Sérgio Perini (16) – uma medalha de prata em qiangshu (lança) e uma de bronze em jianshu (espada).
– Gabriel Sobral (25) – uma medalha de prata em jianshu (espada) e duas de bronze  em qiangshu (lança) opcional  e  shan (leque) tradicional adulto.
– Pedro Pansini (11) – uma medalha de ouro em  jianshu (espada).

Instituto Zanolli:
– Victor Hugo (16) “Guaxinim” – uma medalha de bronze no Wushu Sanda (Boxe Chinês).
– Ysabeli Nicoli (9) – uma medalha de prata em armas longas.
– Yasmim Cristiny (16) – duas medalhas de bronze em armas médias e mãos do Louva-a- deus (TangLang).
– Matheus Archanjo (11) -destaque da equipe – faturou sozinho uma medalha de ouro no sanda kids 30kg, uma de prata mãos do Louva a deus (TangLang) e duas de bronze (armas longas e médias).

Segundo Davi Brandão, cinco destes atletas tem reais chances de serem convocados para compor a Seleção Brasileira de Kung Fu, podendo até participarem do Campeonato Sul-americano em 2024.