VídeoCast: Armar não é solução para conflitos no ambiente escolar, diz presidente do Sindicato dos Assistentes Sociais

A dirigente sindical explica que o Governo e prefeitura de Porto Velho não contratam assistentes sociais para as escolas, mas para a área administrativa, contrariando a legislação.

153

Para a presidente do Sindicato dos Assistentes Sociais do Estado de Rondônia (Sasero), Khristiane Cabral Costa, não é contratando vigilantes armados para dentro das escolas que será resolvido definitivamente conflitos violentos entre professores e alunos, e alunos contra alunos no ambiente escolar. 

Em sua opinião, está faltando a colocação de profissionais adequados para visitar a família desses estudantes. “O problema, às vezes, não está no adolescente, mas na família”, entende a dirigente sindical.

A dirigente sindical explica que o Governo e prefeitura de Porto Velho não contratam assistentes sociais para as escolas, mas para a área administrativa, contrariando a legislação. Khistiane lamenta que o concurso público da SESAU de 2017 ainda não chamou os profissionais concursados. Em entrevista ao VideoCast O Poder do Voto, ela fala sobre a criação do SASERO, e a ação que será realizada no próximo dia 20 no presídio feminino acolhendo filhos dessas mães que irão fazer visitas neste dia.