Pai de menina russa que fez desenho contra guerra é condenado a dois anos de prisão na Rússia

Russo está foragido, segundo Justiça do país. Homem virou réu após sua filha ter desenhando mísseis em direção a uma bandeira da Ucrânia. Professora denunciou imagem à polícia.

168

O pai de uma menina russa da 13 anos que fez um desenho contra a ofensiva de seu país na Ucrânia foi condenado nesta terça-feira a dois anos de prisão.

A Justiça informou que o homem, que já estava em prisão domicilar, está foragido, e que a menina pode ter de ir a um orfanato.

O caso suscitou grande indignação durante semanas na Rússia e se tornou um dos símbolos da repressão impiedosa contra pessoas que se opõem à invasão do país à Ucrânia há mais de um ano pelo Kremlin na Ucrânia. 

Nesta terça-feira, o tribunal de Efremov, a 300 km ao sul de Moscou, anunciou que o réu Alexei Moskaliov, colocado em prisão domiciliar desde 1° de março, havia desaparecido.