Brasil aplica mais de 1 milhão de doses da vacina bivalente contra a Covid

Os dados foram divulgados pelo Vacinômetro do governo federal após a primeira semana de imunização. Em São Paulo, os postos estão fazendo buscas por idosos.

152

O Brasil aplicou mais de um milhão de doses da vacina bivalente contra a Covid até esta sexta-feira (3), segundo dados do Vacinômetro do governo federal.

A vacinação com a bivalente começou no dia 27 de fevereiro. Quase a metade dos vacinados são do estado de São Paulo, com quase 500 mil pessoas imunizadas. De uma forma geral, os estados mais populosos aplicaram mais doses.

O Rio de Janeiro aplicou 130 mil e o Rio Grande do Sul, 82 mil doses até o momento. Os estados do Norte, os últimos a receberem a vacina no país, são os que menos vacinaram até o momento. Acre, Amazonas e Roraima aplicaram menos de mil doses cada um.

O Ministério da Saúde recomendou que sejam vacinados os grupos prioritários, com mais de 70 anos, pessoas acima de 12 anos com sistema imunológico vulnerável e a população indígena.

Os estados são responsáveis pela organização dos seus calendários.

Na capital paulista, mais de 205 mil doses da bivalente já foram aplicadas. O número representa 25% do público-alvo. As pessoas com mais de 70 anos seguem recebendo a imunização neste sábado (4). E para garantir que a população tome o imunizante, os postos estão fazendo uma campanha de busca.

Enfermeiras dos postos de saúde fazem contato, por telefone, com moradores para avisar que chegou a hora de se vacinar. O projeto é para atender idosos moram sozinhos e nem sempre estão informados sobre as campanhas.

O infectologista Evaldo Stanislau reforça a importância de estar com todas as doses contra a Covid em dia. Ele recomenda que as pessoas procurem um posto de vacinação quando chegar a sua vez.

“A vacina bivalente tem o componente que é o BA4 e BA5 do ômicron. Com isso ela dá uma proteção a mais contra formas graves de doença, sobretudo nas populações mais vulneráveis. Entretanto para que isso ocorra é necessário que tenha havido o esquema vacinal básico. Por isso é que as duas vacinas continuam muitos importantes”.

É o caso do Sr. Júlio da Silva, 83 anos, não se descuida. Ele está com o cartão de vacinação em dia e já foi se vacinar com a bivalente.

“No dia certo eu ja tomava tudo direitinho, a da gripe também. Tomei 5[vacinas] já. Com essa esta completando seis e eu vivo bem graças a Deus”. 

Na segunda-feira, a bivalente começa a ser aplicada nas pessoas com mais de 60 anos na capital paulista.