Operação destrói avião, trator e apreende combustível de garimpeiros em operação no território Yanomami

Na ação, o órgão ainda apreendeu duas armas e três barcos com cerca de 5 mil litros de combustível.

146

Em operação de repressão ao garimpo na Terra Indígena Yanomami, a força-tarefa do governo federal destruiu um avião, um trator de esteira e estruturas de apoio logístico ao garimpo na manhã desta quarta-feira (8). A região está em emergência de saúde pública desde o dia 20 de janeiro para atender indígenas da etnia Yanomami.

Na ação, o órgão ainda apreendeu duas armas e três barcos com cerca de 5 mil litros de combustível.

Foram apreendidos nas embarcações cerca de uma tonelada de alimentos, freezers, geradores e antenas de internet que seriam levadas para os acampamentos garimpeiros. Não há a informação de presos.

A operação é realizada em conjunto com o Ibama, a Fundação Nacional dos Povos Indígenas (Funai) e a Força Nacional de Segurança Pública, que atua desde que o governo federal decretou ação na terra indígena.

Nesta quarta-feira (8) a Força Nacional mandou 100 homens ao local, para o reforço na segurança. O grupo deve compor o apoio de segurança na base de controle que foi criada no rio Uraricoera para impedir o fluxo de suprimentos para os garimpos.

Segundo o Ibama, todos os alimentos e suprimentos apreendidos foram levados para a base da força-tarefa e vão ser usados pelos agentes.

*Esta reportagem está em atualização.