Justiça espanhola ordena prisão preventiva de Daniel Alves

Brasileiro é acusado de agressão sexual contra uma mulher após uma festa em Barcelona. Ele nega. Ex-lateral do Barça foi detido quando prestava depoimento sobre o caso. Justiça acatou pedido da Promotoria para que ele aguardasse o processo em prisão.

31

A Justiça espanhola determinou prisão preventiva e sem fiança para o jogador brasileiro Daniel Alves, nesta sexta-feira (20), por conta de um processo que ele responde por suposta agressão sexual.

Alves já havia sido detido pela polícia de Barcelona, na Espanha, mais cedo, ao prestar depoimento sobre o caso.

A denúncia, em trâmite na Justiça da região da Catalunha, foi feita por uma mulher que estava na mesma festa de Alves, em uma boate da cidade, no fim de dezembro. Ele nega.

Ex-lateral do Barcelona e convocado para a seleção na Copa do Catar de 2022, Daniel Alves foi detido ao prestar declaração, nesta manhã, em uma delegacia de Barcelona. O brasileiro saiu do depoimento em um carro da polícia, que o levou a uma sede da Justiça, onde ele ficou sob custódia judicial.