Jornalistas que cobrem Elon Musk têm contas no Twitter suspensas

Porta-voz da plataforma afirmou que a suspensão estaria relacionada ao compartilhamento em tempo real de dados de localização.

60

Vários jornalistas de renome que cobrem o dono do Twitter, Elon Musk, tiveram suas contas na plataforma suspensas abruptamente na noite de quinta-feira (15).

Entre eles, estão repórteres do jornal americano The New York Times, da rede CNN e do Washington Post.

Uma porta-voz do Twitter disse ao site de tecnologia The Verge que a suspensão estava relacionada ao compartilhamento em tempo real de dados de localização.

A medida foi tomada depois que Musk prometeu processar o dono de um perfil que rastreia seu jato.

A lista de jornalistas banidos também inclui Micha Lee, do The Intercept, Matt Binder, do Mashable, e os jornalistas independentes Aaron Rupar e Tony Webster.

Uma porta-voz do jornal The New York Times classificou as suspensões de “questionáveis ​​e infelizes” — e disse que nem o jornal nem o repórter Ryan Mac receberam qualquer explicação para a medida.

A CNN afirmou que a “suspensão impulsiva e injustificada de vários repórteres … é preocupante, mas não surpreendente”. A emissora pediu uma explicação ao Twitter — “vamos reavaliar nosso relacionamento com base nessa resposta”, acrescentou.

Donie O’Sullivan, da CNN, cuja conta no Twitter está entre as suspensas, disse que a medida foi significativa pelo “potencial efeito inibidor” que poderia ter sobre os jornalistas, sobretudo aqueles que cobrem as outras empresas de Musk.

Musk não comentou diretamente sobre as suspensões, mas afirmou em um tuíte:

"Me criticar o dia todo não tem problema, mas divulgar minha localização em tempo real, colocando minha família em perigo, tem.", disse Musk. — Foto: Reprodução

“Me criticar o dia todo não tem problema, mas divulgar minha localização em tempo real, colocando minha família em perigo, tem.”, disse Musk.

Ele acrescentou que as contas envolvidas em doxxing, que se refere à divulgação de informações privadas sobre indivíduos online, recebem uma suspensão temporária de sete dias.

A chefe de confiança e segurança do Twitter, Ella Irwin, disse ao portal The Verge que as suspensões estão relacionadas a uma nova regra introduzida na quarta-feira que proíbe “informações de localização em tempo real, incluindo informações compartilhadas diretamente no Twitter ou links para URLs de terceiros de rotas de viagem “.

“Sem comentar sobre nenhuma conta específica, posso confirmar que vamos suspender todas as contas que violarem nossas políticas de privacidade e colocarem outros usuários em risco”, afirmou Irwin.

“Não fazemos exceções a esta política para jornalistas ou quaisquer outras contas.”

Na quarta-feira, o Twitter suspendeu a conta @ElonJet, assim como outras contas que usavam informações publicamente disponíveis para rastrear seu avião particular.

O dono da @ElonJet, Jack Sweeney, de 20 anos, também teve sua conta pessoal bloqueada. Desde então, Musk prometeu tomar medidas legais contra ele, assim como contra “organizações que apoiaram danos à minha família”.

Musk disse que um “perseguidor maluco” usou a localização em tempo real compartilhada para encontrar e abordar um veículo que transportava seus filhos em Los Angeles, nos EUA.