Porto Velho transfere início da vacinação em bebês para sexta-feira (18)

A mudança na estratégia de início da campanha se deve ao treinamento oferecido pelo Ministério da Saúde

51

Em virtude do treinamento realizado pelo Ministério da Saúde, a Prefeitura de Porto Velho, através da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), transfere o início da vacinação contra a covid-19 em bebês com comorbidade para sexta-feira (18).

De acordo com a Divisão de Imunização, do Departamento de Atenção Básica (DAB) da Semusa, a mudança acontece devido às várias particularidades que envolvem o procedimento de vacinação, que vai desde o descongelamento das doses e preparo para aplicação, até as especificidades que envolve os grupos com comorbidade.

“São muitos detalhes que devem ser acertados e revistos antes do início da vacinação. É uma vacina diferente, é uma dose diferente, é uma agulha diferente, ou seja, todo o procedimento é diferente do que os profissionais de saúde já realizam”, explicou Elizeth Gomes, gerente de imunização da Semusa.

Bebês com idade entre seis meses a 2 anos, 11 meses e 29 dias que possuem comorbidades como diabete, hipertensão, problemas cardíacos e renais, leucemia, câncer, entre outros, estão aptos a receberem o imunizante em uma das unidades de saúde da capital.

Para receber a vacina é necessário um documento de comprovação, como laudos, declarações, prescrições médicas, relatórios médicos, CID ou Cartão Nacional de Saúde do usuário, assinado e carimbado, em versão original.

Conforme o boletim técnico divulgado pelo Ministério da Saúde, está prevista a aplicação de três doses da vacina. O esquema vacinal é iniciado com a primeira dose, a segunda deve ser aplicada após quatro semanas da primeira dose, e a terceira dose deve ser aplicada oito semanas após a segunda dose.