Debate presidencial no SBT: veja regras, onde assistir e quem participará

57

O segundo debate entre os candidatos à Presidência da República acontece neste sábado (24), a partir das 18h15h, e será transmitido na TV aberta, no SBt. Em segundo lugar nas pesquisas de intenção de voto, o presidente Jair Bolsonaro (PL) disse que fará presença, apesar de não ter confirmado oficialmente com a emissora; já Luiz Inácio Lula da Silva (PT) resolveu que não irá ao encontro.

A transmissão também acontece via outros veículos do pool – CNN Brasil, Nova Brasil FM, Estadão/Eldorado e Veja, das 18h15 às 20h30. O encontro acontece na sede do estúdios do SBT.

Também foram convidados os candidatos Ciro Gomes (PDT), Simone Tebet (MDB), Soraya Thronicke (União Brasil), Felipe d’Avila (Novo) e Padre Kelmon (PTB).

Veja as regras do debate:

  • Primeiro bloco: Candidato pergunta para candidato, seguindo a ordem do sorteio. Cada um perguntará e será chamado a responder apenas uma vez. Quem fizer a pergunta terá direito a réplica, e o que responder poderá fazer a tréplica. A ordem é Simone Tebet, Jair Bolsonaro, Lula, Ciro, Soraya Thronicke , Padre Kelmon e Felipe D’Avila;
  • Segundo bloco: Seis jornalistas, representando cada um dos veículos do pool, escolherão 2 candidatos: um para responder e outro para comentar a resposta. Aquele que responder à pergunta do jornalista terá direito a réplica após o comentário. Nesta rodada, cada um será chamado uma vez;
  • Terceiro bloco: Candidato pergunta para candidato, seguindo a ordem do primeiro bloco – cada um perguntará e será chamado a responder apenas uma vez. Quem fizer a pergunta terá direito a réplica, e o que responder poderá fazer a tréplica. A ordem será D’Avila, Padre Kelmon, Soraya, Ciro, Lula, Bolsonaro e Tebet.
  • Quarto bloco: Segunda rodada de perguntas dos jornalistas voltam a fazer perguntas aos candidatos, seguindo as mesmas regras do segundo bloco. O debate é finalizado com as considerações finais, seguindo a ordem do sorteio. A ordem será Tebet, Bolsonaro, Lula, Ciro, Soraya, Padre Kelmon e D’Avila.

Se os candidatos se sentirem ofendidos, poderão pedir um direito de resposta caso sejam ofendidos moral e pessoalmente. O pedido, que será avaliado por um corpo jurídico, deve ser dirigido ao mediador no momento da ocorrência ou ao final da fala do candidato que a proferiu.

Segundo debate presidencial

Onde assistir: A transmissão acontece via veículos do pool – SBT, CNN Brasil, Nova Brasil FM, Estadão/Eldorado e Veja, das 18h15 às 20h30. O encontro acontece na sede do estúdios do SBT.

Quando: Sábado, 24 de setembro, a partir das 18h15.

Pesquisas eleitorais, como saber em quais posso confiar?

Em meio a essa diversidade de levantamentos existentes no Brasil, muitos eleitores não sabem em quais resultados acreditar.

No primeiro dia do ano passou a ser obrigatório o registro junto à Justiça Eleitoral de qualquer pesquisa pública relacionada às eleições para presidente e governador. Porém, se uma pesquisa está registrada não necessariamente significa que ela será confiável, isso porque não há nenhum tipo de fiscalização prévia sobre a metodologia desses levantamentos.

Atualmente, a confiabilidade das pesquisas é garantida no Brasil por meio da transparência. São algumas das informações que devem ser cadastradas junto à Justiça Eleitoral, tornando as pesquisas passíveis de contestação, caso qualquer irregularidade seja encontrada posteriormente:

  • Nome do contratante
  • Valor cobrado pela pesquisa
  • Origem dos recursos investidos
  • Metodologia
  • Período de realização
  • Sistema de fiscalização da coleta de dados
  • Tipo de questionário aplicado

Para identificar os atributos que mais merecem atenção nas pesquisas eleitorais, a reportagem do Yahoo! Notícias conversou com alguns especialistas no assunto e separou uma lista com os pontos mais importantes, confira aqui.

Qual a data das Eleições 2022?

O primeiro turno das eleições será realizado no dia 2 de outubro, um domingo. Já o segundo turno – caso necessário – será disputado no dia 30 de outubro, também um domingo.

Veja a ordem de escolha na urna eletrônica nas Eleições 2022

  1. Deputado federal (quatro dígitos)
  2. Deputado estadual (cinco dígitos)
  3. Senador (três dígitos)
  4. Governador (dois dígitos)
  5. Presidente da República (dois dígitos)