“Quem tem que ouvir melhor não somos nós”, diz Fachin a advogados

Presidente do TSE não citou o presidente Jair Bolsonaro (PL), que, no domingo (24), chamou os magistrados de "surdos de capa preta"

102

Em reunião com um grupo de advogados nesta terça-feira (26), o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Edson Fachin, fez uma referência indireta às críticas que o presidente Jair Bolsonaro (PL) fez a ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) durante a convenção do PL que confirmou a sua candidatura à reeleição, no domingo (24). Bolsonaro chamou os magistrados de “surdos de capa preta”.

“Quem tem que ouvir melhor não somos nós”, disse Fachin, durante o encontro, segundo o relato de participantes. A CNN conversou com cinco dos onze advogados que estiveram no TSE.

O presidente da Corte Eleitoral não citou, no entanto, o nome do presidente, mas em outro momento da conversa deu mais um recado claro ao mandatário do Palácio do Planalto. “Avisem os tiranetes para tirar sua tirania do caminho que estamos passando com a democracia”, afirmou Fachin aos advogados, garantindo que o resultado das urnas em outubro será soberano.