Nova carteira de identidade começará a ser emitida na semana que vem

Documento terá o CPF como número de identificação; primeiras carteiras serão emitidas no Rio Grande do Sul

117

Na semana que vem, começará a ser emitida a “Carteira de Identidade Nacional” (CIN). O novo documento adotará o número do CPF como registro geral, único e válido para todo o Brasil.

“As primeiras carteiras serão emitidas no Rio Grande do Sul, a partir do dia 26 de julho. Seguirão nos dias seguintes os órgãos de identificação civil no Acre, Distrito Federal, Goiás, Minas Gerais e Paraná. Ainda não há previsão de emissão nos demais estados”, informou a Receita Federal, em comunicado.

De acordo com a Receita, a CIN será emitida, neste momento, apenas para cidadãos que estiverem com as informações atualizadas no CPF.

“Cidadãos que não possuírem ou estiverem com as informações incorretas no CPF poderão recorrer aos canais de atendimento à distância da Receita Federal para resolver sua situação”, afirmou.

Posteriormente, os próprios órgãos de identificação civil farão as atualizações no CPF e novas inscrições.

Carteira de identidade nacional foi lançada em fevereiro

Em cerimônia realizada no dia 23 de fevereiro em Brasília, o governo federal lançou a Carteira de Identidade Nacional. A solenidade contou com a presença do presidente Jair Bolsonaro (PL).

O objetivo principal do novo documento será unificar a carteira de identidade em todos os estados brasileiros e no Distrito Federal.

Confira abaixo quais serão as mudanças:

Número de registro único

O novo modelo de documento adotado pelo governo contará com o CPF como número de registro único. Assim, a identificação será a mesma em todo o país.

Atualmente, em caso de necessidade de uma nova emissão em outro estado, o cidadão recebe um novo número de registro. No modelo antigo, seria possível ter até 27 números de RG.

Digitalização

A Carteira de Identidade Nacional terá versão física e virtual, além de permitir a checagem por QR Code, inclusive sem o uso de internet.

Documento internacional

Outra novidade é que a carteira de identidade nacional terá padrão internacional, permitindo ao viajantes utilizá-la fora do país. O documento contará com código MRZ (Machine Readable Zone), o mesmo emitido em passaportes.

Qual o motivo das mudanças?

Segundo o governo, as novidades buscam modernizar o país e reduzir as fraudes, especialmente por meio da unificação do número de identidade.

Veja as imagens do novo documento:

Frente:

Novo documento de identidade

Novo documento de identidade