PF vai à Câmara após falha na votação da ‘PEC Kamikaze’

Votação da proposta foi interrompida na noite de terça (12), após problema nos servidores de internet. Presidente da Casa, Arthur Lira, pediu investigação para apontar se falha foi interna ou causada por ação externa.

51

Agentes da Polícia Federal estiveram na Câmara dos Deputados, na noite desta terça-feira (12), depois que a internet e o sistema da Casa apresentaram inconsistências. Os problemas ocorreram em meio à votação da “PEC Kamikaze”, proposta do governo que concede uma série de benefícios sociais às vésperas das eleições, e somente para este ano.

Após o problema técnico, o presidente da Câmara, deputado Arthur Lira (PP-AL), suspendeu a votação dos destaques da PEC, e o segundo turno, e solicitou uma investigação da PF. À TV Globo, Lira afirmou ter pedido um relatório que aponte se o problema nos servidores causado por ação interna ou externa.