Facebook vai diminuir exibição de conteúdo político no Brasil

101

A Meta, proprietária do Facebook, anunciou na quinta-feira (7) que vai diminuir o conteúdo político no feed de notícias da plataforma no Brasil. Já implementada em outros países, a medida responde a pesquisas com usuários que gostariam de ver menos conteúdo deste tipo na rede social.

“A partir de hoje [quinta-feira], daremos menos ênfase a comentários e compartilhamentos para determinar a distribuição de conteúdo político no Facebook do país”, afirma a Meta, em comunicado à imprensa.

A companhia afirma que a mudança no feed de notícias acontecerá de forma gradual nas próximas semanas. Atualmente, o Brasil possui 142 milhões de usuários no Facebook.

Ainda de acordo com a Meta, há uma conexão entre conteúdo político e publicações que incitam discursos de ódio. Por conta disso, há uma expectativa de que a decisão ajude na redução desses posts.

“Embora tenhamos times dedicados e políticas para esses temas, essa mudança no ranking também ajuda a lidar com esse tipo de conteúdo problemático”, pontua a empresa.

Mudança era esperada desde 2021

Os testes para diminuir o conteúdo político no feed do Facebook no Brasil remontam a fevereiro do ano passado. À época, a empresa tentava iniciar um processo de reabilitação de imagem após as controversas eleições de 2016 nos Estados Unidos e o escândalo da Cambridge Analytica. Testes também foram conduzidos no Canadá e na Indonésia.

A mudança nas diretrizes de alcance acontece a três meses das eleições no Brasil, mas a Meta afirma não ter instruções específicas para o período eleitoral. Há, ao mesmo tempo, um acordo de cooperação com o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) que envolve o estabelecimento de um canal de denúncias para a entidade — em relação a campanhas de desinformação eleitoral — e um chatbot no Instagram para facilitar o acesso do eleitor a informações oficiais.