Telescópio Hubble revela um “rio” de formação estelar

118

Nesta terça-feira (17), a NASA divulgou uma imagem recém-revisada que foi capturada pelo Telescópio Espacial Hubble e mostra o que parece ser um “rio” de formação estelar. Na verdade, trata-se do efeito visual causado pela interação entre quatro galáxias anãs.

Elas fazem parte do Hickson Compact Group 31 (HCG 31), que é composto por oito galáxias no total, e é um dos 100 grupos de galáxias compactas catalogados pelo astrônomo canadense Paul Hickson.

No canto superior direito da imagem feita pelo Hubble, está NGC 1741, uma moita brilhante e distorcida de jovens estrelas, que embora pareça ser uma única galáxia, é na verdade um par de galáxias anãs colidindo. À direita do par, vê-se outra galáxia anã, em forma de charuto, unindo sua dança com um fino fluxo azul de estrelas que conecta o trio. 

O quarto membro do HGC 31 é revelado por um fluxo de jovens estrelas que apontam para baixo, um pouco mais distantes, mas interagindo com os outros três. O objeto brilhante no centro da imagem é uma estrela situada entre a Terra e o HCG 31.
Encontros de galáxias anãs são normalmente vistos a bilhões de anos-luz de distância, e, portanto, ocorreram bilhões de anos atrás, mas o HCG 31 está localizado a cerca de 166 milhões de anos-luz da Terra, relativamente perto para os padrões cósmicos. 

Na imagem, a cor azul representa luz visível e mostra estrelas jovens, quentes e brilhantes, enquanto a cor vermelha representa luz quase infravermelha.