Autoridades de Fiji apreenderam um iate russo avaliado em US$300 milhões

Embarcação pertence ao oligarca Suleiman Kerimov, sancionado pelos EUA em 2014, 2018 e novamente em 2022

121

Autoridades de Fiji apreenderam um iate avaliado em US$ 300 milhões do oligarca russo Suleiman Kerimov a pedido dos Estados Unidos, disse o Departamento de Justiça dos EUA nesta quinta-feira (5).

Um tribunal de Fiji decidiu nesta terça-feira que os Estados Unidos podem apreender um superiate de propriedade russa, semanas depois de chegar e ser apreendido pela polícia.

Segundo maior iate do mundo, Eclipse, em Gibraltar, em foto de agosto de 2012 — Foto: Moshi Anahory/CC BY-SA 2.0

Autoridades de vários países apreenderam embarcações de luxo e mansões de bilionários russos em resposta às sanções impostas à Rússia por sua invasão da Ucrânia, que a Rússia chama de operação militar especial.

Kerimov foi sancionado pelos Estados Unidos em 2014 e 2018 em resposta às ações da Rússia na Síria e na Ucrânia. Ele também foi sancionado pela União Europeia. 

A Força-Tarefa “KleptoCapture” do Departamento de Justiça dos EUA concentrou-se na apreensão de iates e outros bens de luxo para colocar as finanças dos oligarcas russos sob pressão em uma tentativa de pressionar o presidente russo Vladimir Putin sobre a guerra na Ucrânia.

O navio de luxo “Amadea” chegou a Fiji no mês passado após uma viagem de 18 dias pelo Pacífico vindo do México.

O presidente russo, Vladimir Putin, durante discurso no Parlamento russo no qual fez novas ameaças ao Ocidente, em 27 de abril de 2022 — Foto: Alexei Danichev/ via Reuters

O escritório de controle de ativos estrangeiros do Departamento do Tesouro dos EUA designou Kerimov como parte de um grupo de oligarcas russos que lucram com o governo russo por meio da corrupção e de suas atividades em todo o mundo, incluindo a ocupação da Crimeia.