Cinegrafista da Fox News é morto após ataque na Ucrânia

Pierre Zakrzewski foi morto em Horenka, fora de Kiev; ele estava com outro correspondente, que continua hospitalizado

145

video
play-sharp-fill

 

Pierre Zakrzewski, um cinegrafista de longa data da Fox News, foi morto enquanto fazia uma reportagem na Ucrânia, informou a rede nesta terça-feira (15).

“É com grande tristeza e pesar que compartilhamos a notícia, nesta manhã, sobre o nosso amado cinegrafista Pierre Zakrzewski”, escreveu a executiva-chefe da Fox News, Suzanne Scott, aos funcionários. “Pierre foi morto em Horenka, fora de Kiev, na Ucrânia”, complementou.

Scott disse que Zakrzewski estava com o correspondente Benjamin Hall “quando o veículo deles foi atingido por um ataque”, que continua hospitalizado na Ucrânia.

Zakrzewski era um fotojornalista de guerra veterano que “cobriu quase todas as histórias internacionais para a Fox News, do Iraque ao Afeganistão e à Síria”, afirmou a executiva, acrescentando que ele reportava da Ucrânia desde fevereiro.

“Seus talentos eram vastos e não havia um papel em que ele não saltasse para ajudar no campo – de fotógrafo a engenheiro, de editor a produtor – e ele fez tudo sob imensa pressão com tremenda habilidade”, destacou o comunicado.

“Ele estava profundamente comprometido em contar a história e sua bravura, profissionalismo e ética de trabalho eram reconhecidos entre os jornalistas de todos os meios de comunicação”, adicionou.

“Ele era muito popular – todos na indústria da mídia que cobriram uma história estrangeira conheciam e respeitavam Pierre”, disse Scott, acrescentando que foi um “dia comovente para a Fox News Media e para todos os jornalistas que arriscam suas vidas para entregar as notícias”.

O presidente e editor executivo da Fox News, Jay Wallace, afirmou que “Pierre foi uma constante em toda a nossa cobertura internacional. Eu, como muitos outros, sempre senti uma sensação extra de segurança ao chegar em cena e vê-lo com a câmera na mão”.

“O legado de seu espírito positivo, energia ilimitada e olho para a história vai continuar”, adicionou Wallace.

Anton Gerashchenko, assessor do ministro do Interior ucraniano, informou que uma jornalista ucraniana, Oleksandra Kuvshynova, também foi morta no incidente. A Fox ainda não confirmou que Kurshinova estava trabalhando com a equipe Fox.

A notícia da morte de Zakrzewski chega dias depois de Brent Renaud, um premiado jornalista americano, ter sido morto na cidade ucraniana de Irpin.

Andriy Nebitov, chefe da polícia da região de Kiev, disse que as forças russas atiraram em Renaud, acrescentando que “os ocupantes matam cinicamente até jornalistas da mídia internacional, que tentam dizer a verdade sobre as atrocidades dos militares russos na Ucrânia”.

Outro jornalista, Juan Arredondo, também foi ferido na Ucrânia no domingo (13).

Grupos de liberdade de imprensa denunciaram a violência que os jornalistas estão enfrentando enquanto cobrem a guerra. O Comitê para a Proteção dos Jornalistas, após a morte de Renaud, pediu às forças russas que “cessem toda a violência contra jornalistas e outros civis de uma vez”.