Transporte público retorna HOJE em Ji-Paraná

“O transporte coletivo é fundamental para o município, inclusive na questão social. Idosos, estudantes e a população mais carente utiliza o transporte público, então esse retorno é fundamental e essencial”

160

A Prefeitura de Ji-Paraná, anunciou o retorno do transporte público coletivo, a partir de segunda-feira (7). O Prefeito de Ji-Paraná, Isaú Fonseca, confirmou o retorno durante entrevista coletiva, prestada na manhã desta sexta-feira (4), no gabinete principal do Palácio Urupá.

“O transporte coletivo é fundamental para o município, inclusive na questão social. Idosos, estudantes e a população mais carente utiliza o transporte público, então esse retorno é fundamental e essencial”, destacou Walter Freire, diretor da empresa responsável pelo transporte em Ji-Paraná.

A empresa vai trabalhar com três linhas, que irão percorrer os principais bairros dos dois distritos de Ji-Paraná. Mensalmente, os ônibus devem percorrer cerca de 70 mil quilômetros, transportando mais de 40 mil passageiros todos os meses.

“Estamos muito aliviados, pois conseguimos retornar o transporte público de Ji-Paraná. Esse retorno vai beneficiar todos aqueles que necessitam do transporte coletivo. É um motivo de comemoração para todo município”, declarou Oribe Alves Júnior, presidente da AMT.

Do total de passageiros mensais, cerca de 11 mil serão transportados por meio do passe-livre, benefício destinado a pessoas com deficiências, idosos e crianças com até 6 anos de idade. Também serão distribuídos vales-transportes e vales-estudantes para mais de 25 mil passageiros.

O coordenador de Assistência ao Educando do campus Ji-Paraná do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (IFRO), Joelson Dias da Silva, participou da reunião e comemorou a distribuição dos vales aos estudantes do município.

“Os alunos moram distante do IFRO e necessitam do transporte coletivo. Esse retorno irá beneficiar a classe estudantil. Os alunos poderão chegar às escolas, universidades e ao IFRO, dentro do horário das aulas”, afirmou o coordenador.

O custo da passagem será de R$ 5, porém, de acordo com o levantamento realizado pela AMT, menos de 4 mil passageiros pagariam o valor total, ou seja, menos de 10% do total de passageiros transportados mensalmente.

Além disso, a Prefeitura de Ji-Paraná, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas), apresentou um projeto de lei, que já está em tramitação na Câmara Municipal de Ji-Paraná (CMJP), para a distribuição de vales-transportes sociais para as pessoas atendidas pelo Cadastro Único (CadÚnico) do Governo Federal, beneficiando mais 15 mil pessoas por mês.

“Em todas as cidades, as empresas de transporte coletivo não estão se mostrando autossuficientes, pois elas não conseguem custear o serviço prestado. Por isso, o município entrará com a contrapartida, adquirindo os vales-transportes sociais, que são distribuídos gratuitamente aos usuários do CadÚnico que se enquadram nos requisitos”, afirmou o prefeito Isaú Fonseca.