Jornal dos EUA elogia campanha de vacinação de SP, apesar de Bolsonaro

208

O jornal americano “The Washington Post” elogiou a campanha de vacinação contra a covid-19 promovida pela cidade de São Paulo, apesar do presidente Jair Bolsonaro (PL), diz o texto, tentar “minar a confiança nas vacinas e até hoje não ter sido vacinado”.

A capital paulista chegou à marca de 100% de sua população adulta com vacinação completa ainda no mês passado: 9.237.242 pessoas tomaram duas doses de uma vacina contra o coronavírus ou um imunizante de dose única, o que levou a cobertura vacinal de 100,1% —atualmente são 101,6% de cobertura.

A publicação diz considerar “uma taxa notável”, principalmente “em uma era caracterizada por um movimento antivacina global intransigente e crescente que tem prejudicado os esforços de vacinação da Europa para os Estados Unidos”.

A reportagem cita que o programa de imunização em São Paulo reduziu drasticamente a propagação de um vírus, graças ao auxílio de vacinas da Pfizer, AstraZeneca e CoronaVac.

No auge do surto, o sistema hospitalar da cidade admitia mais de 2 mil pacientes todos os dias, enchendo mais de 90% dos leitos nas unidades de terapia intensiva. Agora, apenas 27% dos leitos públicos de UTI são ocupados por pacientes com coronavírus. Em uma cidade que enterrou quase 40.000 vítimas do coronavírus, as mortes caíram para uma média de 13 por dia. The Washington Post.