Treze capitais e o DF têm aulas totalmente presenciais na rede municipal

Em São Paulo e no Rio de Janeiro, o retorno passa a valer a partir desta segunda-feira (25)

80

As aulas voltaram a ser totalmente presenciais na rede municipal de treze capitais e no Distrito Federal.

Segundo levantamento da CNN, além do Distrito Federal, as capitais que estão ofertando aulas totalmente presenciais são: Manaus, Palmas, Salvador, Goiânia, João Pessoa, Campo Grande, Aracaju, Vitória, Belo Horizonte, Curitiba, Fortaleza, São Paulo e Rio de Janeiro.

Em São Paulo e no Rio de Janeiro, o retorno passou a valer a partir desta segunda-feira (25).

Nas capitais onde há o retorno 100% presencial, quatro delas determinaram a volta obrigatória: Manaus, Fortaleza, Palmas e Salvador.

Nas outras cidades, a presença dos alunos na sala de aula segue sendo facultativa. Pais e responsáveis precisam assinar um termo de responsabilidade para a retirada das atividades e participação em aulas remotas.

Em São Paulo, já a partir de 3 de novembro, não haverá mais a necessidade do protocolo de distanciamento e o retorno obrigatório será diário para todos os alunos. Por enquanto, as unidades podem receber todos os alunos, com álcool em gel e obrigatoriedade do uso de máscara.

As escolas da rede municipal da capital reabriram em 15 de fevereiro deste ano, com limite de 35% de ocupação. Com a piora da pandemia em março, a secretaria de Educação adiantou o recesso e retomou as atividades em abril, ainda com 35% e com o rodízio.

Queda no número de casos

O Brasil registrou 187 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas, de acordo com o Ministério da Saúde. Neste período, cinco estados não reportaram óbitos pela doença causada pelo novo coronavírus: Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso e Rondônia. O levantamento realizado pela Agência CNN mostrou, ainda, que o estado do Mato Grosso também não registrou casos no período.

Outros quatro estados contabilizaram apenas uma morte cada no período: Espírito Santo, Maranhão, Pará e Sergipe.