Terapia em casal pode ser solução para o aumento de divórcios na pandemia

Especialista indica os principais motivos de separação no Brasil e explica como evitar problemas

36
Patient couple having doctor or psychologist consulting on marriage counseling, family medical healthcare therapy, fertility treatment for infertility, or psychotherapy session concept

erapia em casal, ao contrário do que alguns imaginam, não é apenas uma ferramenta para evitar divórcios. O método, quando bem conduzido, ajuda os parceiros a entenderem melhor os problemas que afetam a relação e encontrarem, juntos, uma boa solução para todos. E, às vezes, a separação é sim o melhor caminho para ambos. Porém, muitos relacionamentos precisam apenas de alguns ajustes para serem bem-sucedidos novamente.

A pandemia de Covid-19 mudou a vida de todo o planeta e no Brasil não foi diferente. De uma hora para outra, algumas pessoas se viram obrigadas a passar muito mais tempo dentro de casa, convivendo com a família. Alguns casais foram forçados a trabalharem juntos, no sistema home-office, e isso também gerou um acúmulo de estresse e desgaste diário. Fatores que, quando não são bem administrados, contribuem negativamente para o relacionamento.

De acordo com dados do Colégio Notarial do Brasil, no primeiro semestre de 2021, houve um aumento de 26,9% dos casos de divórcios no país, quando comparado com o mesmo período de 2020. O órgão ainda aponta que, atualmente, 1,4 brasileiros se divorciam por minuto.

Para Felipe Laccelva, CEO da Fepo Psicólogos, o confinamento pode ser a explicação para esses números. “A pandemia forçou negativamente os relacionamentos, devido ao excesso de convivência e, potencializou, fatores de atenção latentes. O home office é um exemplo, pois trabalhando no mesmo ambiente, os casais passaram mais tempo juntos”, comenta.

A melhor maneira de evitar desgastes desnecessários é dialogar, expor aquilo que te incomoda e demonstrar disposição verdadeira para ouvir e entender o lado do parceiro. “A dificuldade nesses momentos é manter o equilíbrio emocional e renunciar rancores, mágoas e julgamentos, além de adotar uma postura de também ouvir o outro e admitir suas próprias falhas”, conta Luciene Bandeira, psicóloga e cofundadora da Psicologia Viva.

Porém, quando os casais não conseguem resolver seus conflitos sozinhos, vale procurar ajuda de um especialista. E não há demérito nenhum nisso. Pelo contrário, demonstra uma sabedoria e um zelo especial em resolver questões do cotidiano que parecem não ter solução, mas muitas vezes são simples de se contornar. “Não tendo mais o tempo que estavam acostumados a ter sem o parceiro, por causa do trabalho, os casais precisam buscar novas formas para manter uma boa relação em casa. A terapia de casal é um instrumento que vem mostrando resultados positivos, mesmo com os divórcios em alta”, conta Laccelva.

De acordo com o psicólogo, a terapia é fundamental para ajudar os casais a equilibrarem as diferenças individuais, acentuadas durante a pandemia. Também pode ajudá-los a dividir obrigações dentro da relação, traçar objetivos em comum, acabar com competições internas, insegurança e até mesmo melhorar a vida sexual. “Espero que cada vez mais casais busquem atendimentos que fazem diferença no dia a dia de um relacionamento”, finaliza o especialista.