Presidente da CPI diz a Bolsonaro para usar tempo em busca de vacinas em vez de atacá-lo

162

O presidente da CPI da Covid, senador Omar Aziz (PSD-AM), criticou nesta terça-feira o presidente Jair Bolsonaro por ter usado suas redes sociais para divulgar um projeto de lei apresentado por ele que já foi retirado, e disse ao presidente que aproveitasse seu tempo para buscar mais vacinas em vez de atacá-lo.

“Presidente, não perca seu tempo ou de quem quer que seja nas suas redes sociais de postar esse projeto já foi retirado bem antes do senhor postar esse texto aí. Perca o seu tempo ligando para lideranças políticas internacionais para comprar vacinas, perca o seu tempo em salvar vidas, coloque em seu Twitter algo como ‘faça isolamento social, se cuidem, porque essa doença mata”, disse Aziz, logo depois de ser informado da publicação.

Durante depoimento da secretária de gestão do Trabalho do Ministério da Saúde, Mayra Pinheiro, que vinha sendo criticada por Aziz, Bolsonaro postou em sua conta no Twitter cópia do projeto com cabeçalho do gabinete do senador e escreveu: “Médicos podem ser punidos com até três anos de detenção caso receitem qualquer remédio sem comprovação científica para aquela doença. Deixe seu comentário”.

Em sua intervenção, Aziz explicou que já havia retirado o projeto nesta manhã por sugestão de amigos médicos, que haviam explicado a ele que a generalização poderia prejudicá-los.

“Eu faço autocrítica naquilo que eu estou errado e retirei o projeto. Eu não faço cavalo de batalha em nada daquilo e ouço os profissionais da área”, disse Aziz. “Eu, como político, faço autocrítica naquilo que me equivoco, e espero que ainda dê tempo do senhor fazer autocrítica. Compre vacina, não compre cloroquina.”