OPORTUNIDADES | Feira da Mulher Empreendedora expõe produtos e colabora na geração de renda

O objetivo é de desenvolver ações para mulheres em condição de vulnerabilidade social, promovendo oportunidades que as auxiliem na geração de renda

255

Um evento só para elas, mas para atender todos os públicos. A Feira da Mulher Empreendedora, evento da Prefeitura de Porto Velho, começou na manhã desta sexta-feira (7), no Mercado Cultural e segue até às 22 horas. Por lá, os visitantes encontrarão produtos diversos como, por exemplo, artesanatos, confecções, cosméticos, ervas medicinais e plantas ornamentais.

A coordenação é da Secretaria Municipal de Assistência Social e da Família (Semasf), sob os cuidados do Departamento de Políticas Públicas para Mulheres (DPPM) que pensou no evento de forma mais especial, alusivo ao Dia das Mães. Com este evento, a ideia é divulgar e promover o empreendedorismo feminino contribuindo na geração de renda e ações ao público que, por muitas vezes, fica em condição de vulnerabilidade social.

A moradora do bairro JK, Maria da Conceição Barros, está com barraca montada na Feira da Mulher Empreendedora. Para ela, que é mãe de quatro filhos já adultos, o evento contribui no sustento de sua casa. “É uma benção. As feiras promovem a divulgação do nosso trabalho e, com elas, passamos a ter mais conhecimento e conhecer novas pessoas empreendedoras”.

Maria vende tapetes, panos de pratos, cestas presentes, bordados em toalhas e produtos diretos da fábrica. Os preços variam de R$ 5 a R$ 200. A renda, de acordo com a expositora, é usada na aquisição de novos produtos e nas despesas em casa. “Eu incentivo as mulheres a empreender, é algo muito digno à mulher ter o seu trabalho e não depender de ninguém. O meu trabalho me desestressa”, disse em tom de humor.

OTIMIZAÇÃO DO TEMPO

Empreendedora há alguns anos, sendo mãe de três filhos e avó de cinco netos, Romilda Coimbra, moradora do Loteamento Residencial Greenville, sentia que precisava desenvolver suas habilidades escondidas por estar com o tempo vago e, estando praticamente depressiva. Daí surgiu a boa ideia de se unir a outras mulheres no empreendedorismo.

“Eu acho isso tudo de bom. Muitas pessoas precisam vender e vivem disso no dia a dia. É ótimo ter o que fazer e ocupar o tempo, enfrentar os desafios. Comecei fazendo laçarotes para cabelo e vendia em frente às escolas, hoje tenho várias opções como, por exemplo, artesanatos, panos de prato, garrafas artesanais, caixinhas para presente e crochê”, destacou Romilda que recebe o apoio de sua irmã na elaboração das peças. Os seus produtos são comercializados entre R$ 5 e R$ 240.

ATITUDE EMPREENDEDORA

Claudi Rocha, titular da Semfaz, aproveitou a oportunidade para ressaltar que há pesquisas que comprovam que, desde o início da pandemia (Covid-19), as mulheres foram as pessoas que mais desenvolveram habilidades e empreenderam para que pudessem vencer os desafios impostos pela crise. “Elas se reinventaram para gerar renda dentro da sua família e, isso, não poderia ser de fato diferente”.

INCENTIVO MUNICIPAL

O secretário Geral de Governo, Fabrício Jurado, esteve presente representando o prefeito Hildon Chaves e acompanhado do seu adjunto, Devanildo Santana. “O prefeito sempre nos deixou claro o seguinte: ‘deixe o povo trabalhar e empreender gerando emprego e renda’. E, isso a gente tem feito, atuando para desburocratizar e quebrar as amarras, facilitando licenças e taxas”, informou. Ele lembrou que, tudo que o Executivo Municipal puder fazer para ajudar quem quer trabalhar está sendo feito.

Como incentivadora nata, a secretária-adjunta da Semasf, Joelna Holder, trouxe uma reflexão baseada nos ensinamentos bíblicos. “Seja a sua melhor versão hoje, venda muito, empreenda muito e aproveite às oportunidades”. Ela ainda destacou o incentivo da municipalidade em promover e apoiar os negócios da categoria.

“A gente agradece muito esse apoio da Prefeitura às nossas mulheres que trabalham no dia a dia para que tenham algo para comercializar e viver dessa renda. Elas se sentem felizes e saem daqui [feira] gratificadas e com a sua renda no fim do dia”, destacou Gina Brito, diretora do DPPM.

VISÃO EMPREENDEDORA

Presente no evento, a titular da Secretaria da Indústria, Comércio, Turismo e Trabalho (Semdestur), Glayce Anne Bezerra, disse ser muito fã de mulheres empreendedoras e que tem uma visão além. “Continuem e não desistam de seus sonhos, onde muitas vezes essas mulheres estão oprimidas e sem nenhuma renda e este é um passo dado”, disse.

A Feira da Mulher Empreendedora também contou com o apoio da Fundação Cultural de Porto Velho (Funcultural).

HOMENAGEM

Ao término do evento, as mulheres e mães empreendedoras participantes do projeto receberão um kit com um brinde surpresa em homenagem ao Dia das Mães ofertado pelo DPPM.